Skip to Content

Educari

Premiação do Concurso de Poesia em São Pedro da Serra

Espaço Cultural promove tarde poética e noite de autógrafos em São Pedro da Serra

O Espaço Cultural São Pedro da Serra estará promovendo, no dia 9 de outubro, a partir da 16 horas, o evento de premiação do seu 4º Concurso de Poesia Livre.

Além da apresentação do espetáculo de bonecos Arvorada na Serra, uma criação coletiva do Grupo Bonecos da Casa Velha, integrado por Marisa Alvarenga, Margarida Ferreira, Jorge Miguel e Yedda Zecchini, haverá a entrega da premiação, com leituras dos poemas inscritos e dramatizações, realizadas pelos alunos do curso de teatro de São Pedro.

O Concurso de Poesia Livre do Espaço Cultural São Pedro da Serra, que acontece desde 2007, busca valorizar a poesia como forma de expressão e cultura; reunir produção literária nacional em Língua Portuguesa; ser oportunidade para criação e divulgação de poesias inéditas, e promover a expressão dos participantes através da utilização da linguagem poética também para crianças e adolescentes, através da participação em categorias específicas (8 a 12 anos; de 13 a 15 anos; de 16 a 18 anos).

Este ano a organização do Concurso recebeu 152 inscrições de poetas de todo o Brasil, sendo 129 na categoria adulta e 23 nas demais categorias. Todos os participantes receberão certificados e os vencedores serão premiados com livros.

No mesmo evento também acontecerá os lançamentos dos livros “Asfalto”, do poeta Sérgio Bernardo, selo Off Flip, que este ano esteve a frente da organização do Concurso, e de “Diários de Solidão”, primeira obra de contos do também poeta Carlos Brunno S. Barbosa, de Valença/RJ, vencedor do 1º lugar no Concurso de Poesias na categoria Adulta, empatado com Lucia Cardoso, de Recife/PE. Após a sessão de autógrafos, será oferecido um coquetel. Entrada franca, classificação livre.

Sobre Asfalto

O neoliberalismo (ou neomiseralismo, como disse alguém) tem deixado atrás de si, em todas as latitudes, um rastro de dor e exclusão, de violência e de miséria. Debruçando-se sobre este rastro, Asfalto eleva a uma condição quase épica os que vivem no meio-fio, os despossuí­dos, os que exercem diuturnamente o ofício da miséria, os excluídos do sistema, os cidadãos do asfalto que alimentam as estatísticas da injusti­ça com seus andrajos. Os poemas reunidos neste livro demarcam um lirismo a um só tempo contundente e co­medido, a meio caminho entre a concisão de Mario Quintana e a crueza de João Cabral. Ne­les, é possível ouvir os sonhos conturbados de um mendigo, os ganidos de um cão sarnento. Poemas-panfleto? Não se trata disso. Na verda­de, seria melhor entrever na densidade da obra uma pequena epopeia sobre os desvalidos, um manifesto poético contra a indiferença em face da dor alheia, ainda reinante em nossos dias. (Ovídio Poli Junior)

Sobre Sérgio Bernardo

Ligado à imprensa desde 1999, atuan­do como jornalista, revisor e cronista, Sérgio Bernardo nasceu no Rio de Ja­neiro, capital. Poeta e contista come­çou na literatura em 1984, sendo pre­miado em diversos estados do Brasil, em várias cidades de Portugal e tam­bém na Argentina. Entre os prêmios destacam-se o Escriba de Poesia (2000), Helena Kolody de Poesia (2002), Pau­lo Leminski de Contos (2002), Prêmio OFF FLIP de Poesia (2006), Femup (2008), Cidade Poesia (2009), Ufes (2010) e o Felippe D’Oliveira em várias edições. Participou do documentário Um bonde chamado Santa Teresa (2006) falando um poema seu sobre o conheci­do bondinho desse bairro carioca. Em 2009, participou das Jornadas Pessoa-Crowley, promovidas pela Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, Portugal. Está presente em diversas antologias, no Brasil e no exterior, entre as quais a Me­ninos (Belo Horizonte/MG, 2009), Tra­mas (Montevidéu, Uruguai, 2010) e o Cancioneiro Infanto-Juvenil para a Língua Portuguesa (Instituto Piaget de Almada, Portugal, 2010). Publicou, em 2005, Caverna dos signos (poesia e prosa), a convite da Secretaria de Cultura de Nova Friburgo/RJ, cidade onde mora. O Espaço Cultural São Pedro da Serra, que fica na Rua Rodrigues Alves, 237, em São Pedro da Serra, 7º distrito de Nova Friburgo/RJ. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (22) 2542-3365 ou pelo e-mail: concpoesia2010@ig.com.br

O resultado do Concurso pode ser conferido nos endereços: http://www.educari-ong.org e http://4concpoesiaecsps.blogspot.com

PROGRAMAÇÃO

DATA: 09 de outubro de 2010

LOCAL: ESPAÇO CULTURAL SÃO PEDRO DA SERRA (Rua Rodrigues Alves nº 237, em São Pedro da Serra - 7º distrito de Nova Friburgo/RJ – telefone: [22] 2542 3365)

  • 16h: Apresentação da peça de bonecos Arvorada na Serra, uma criação coletiva do Grupo Bonecos da Casa Velha, integrado por Marisa Alvarenga, Margarida Ferreira, Jorge Miguel e Yedda Zecchini. A peça tem como tema principal a árvore.

  • 17h: Entrega da premiação, com palavras iniciais da direção do Espaço Cultural e da coordenação do concurso; leitura dramatizada dos poemas infanto-juvenis por estudantes de São Pedro da Serra; e leitura dos poemas da categoria Adulto pelos autores presentes ou pela equipe do concurso.

  • 18h: Sessão de autógrafos do livro de poesia Asfalto, de Sérgio Bernardo, e do livro de contos Diários de solidão, de Carlos Brunno S. Barbosa

  • 18:30: Coquetel

Armando Mesquita - Filigrandas


Autodidata, seus trabalhos se caracterizam por mandalas estilizadas, em filigranas, arabescos (uma particularidade do artista) e também por barquinhos à vela. Todos em acrílico (sobre tela, placas de mdf, papel cartão e garrafas). Seu trabalho chamou a atenção de mestres como Paulo Reis, Yovani Zea Jara e outros artistas profissinais de design.

Entrada franca.

Maiores informações em:

http://www.educari-ong.org

Independência ao Rock


Clique para aumentar

Shows:

  • 04/09 20:00h - Motherfunk
  • 05/09 20:00h - Efeito Estufa
  • 06/09 20:00h - Folhas no Quintal

Encontro com as Raízes

Clique para aumentar

Os dias 27, 28 e 29 de agosto serão de festa em São Pedro da Serra, Nova Friburgo. É que comerciantes, pousadeiros e população estarão comemorando a 3ª edição do seu “Encontro com as Raízes”, um resgate de costumes e tradições da colonização, no início do século XIX, que deu origem à vila, e do modo de vida dos atuais moradores: produção agrícola, produtos manufaturados artesanalmente, tradição oral através de “contação de causos” e filmes, cultura ecológica, passeio guiado, forró com violas e sanfonas, cirandas, oficinas, palestras, e muito mais.

O evento, organizado pela ONG Educari - Espaço Cultural São Pedro da Serra, Associação de Moradores e Amigos de São Pedro da Serra (AMASPS) e Teias da Serra, conta com o apoio da Fundação Ormeu Junqueira Botelho e da Prefeitura Municipal de Nova Friburgo; e com o patrocínio do comércio, pousadas e moradores locais.

O envolvimento da comunidade tem surpreendido os organizadores: “neste ano estamos tendo uma adesão muito maior, não só do comércio, mas também de moradores que entraram no evento para somar esforços, o que torna o Encontro mais autêntico. Conseguimos reunir artesãos, pessoas da terra que têm produção agrícola ou manufatura de pães, bolos, compotas, geléias, e artistas, que vão mostrar seu talento nos três dias de festa.”, afirma Carlos Pinho, da Educari.

No Espaço Cultural São Pedro da Serra, na Rua Rodrigues Alves 237, a exposição “Nossa Casa, Nossa Gente”, com móveis e utensílios antigos, coletados dentre os moradores locais, fica aberta ao público até o dia 3 de setembro, de terça à sexta de 13 h às 20h, e, sábados e domingos de 11 h às 20 h.

A programação é extensa, com exposição e vendas de produtos da terra, oficina de cestaria, artesanato em pano e madeira, entre outras atrações. Na 6ª feira, 27, às 17h, será execução do Hino Nacional, com a participação das crianças da Escola Municipal de São Pedro da Serra e, às 17h30, será oferecido, gratuitamente, um café da roça coado no pano, com leite de curral; a tradicional broa de planta, bolos, pães e outras delícias. Depois, “contação de causos” e contos na Roda de Conversa; exibição do documentário “Prosas”, de Celso Bomfim, com moradores da região; e, às 21h, show de viola caipira com Jander Ribeiro e Rodrigo Garcia.

No sábado, 28, a festa começa às 11 horas. Além da exposição e venda de produtos, serão realizadas as Roda de Conversa: “Causos” e contos da terra, com Maria José Gaspary; Espécies da Mata Atlântica, com Marcos Cunha; Tecnologias Sociais para a Conservação Ambiental e exibição de vídeos, com a equipe do CEIA. Às 14h tem Cirandas com o pessoal do Ponto de Cultura Memória Visual Ação Griô; às 15h30 oficinas; às 17h Roda de Conversa com o professor e historiador Jorge Miguel Mayer, sobre História, Costume e Evolução. Às 18h, apresentação de quadrilha; às 19h será a vez dos professores Maria José Carneiro (UFRRJ), Ana Valéria e Luís Carlos Bertolino (ambos da UERJ), falarem sobre a pesquisa de campo realizada em São Pedro da Serra, que originou o livro “Agricultura e Território – Práticas e Saberes”, editado recentemente. Às 19h, cozido da roça, oferecido pela comunidade de São Pedro da Serra; às 20h, exibição do documentário “Prosas”, de Celso Bomfim e curta-metragem sobre meio ambiente, “Homo ET Orbe”, de Angélica Carvalho. E, para fechar a noite com muito forró, moda de viola com Léo Monteiro e Lucenir.

No domingo, 29, às 10h, o mateiro Mestre Feijão oferece com passeio guiado pelas trilhas de São Pedro, falando sobre ervas medicinais. O dia continua com exposição e venda de produtos, oficinas ambiental e de artesanato, roda de conversa, exibição de filmes e um fabuloso feijão amigo, oferecido gratuitamente ao público. E, para fechar o evento, Ismael e amigos fazem seu show de sanfona “Banquinho do Ismael”, às 18 horas. Além da exposição no Espaço Cultural, todas as atividades serão realizadas na quadra de esportes de São Pedro da Serra, que fica ao lado do posto de saúde.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (22) 2542-3365 (de 3ª a 6ª, das 13h às 19 horas; e sábados e domingos, das 11h às 22h), ou no site da Educari:

http://www.educari-ong.org

Concurso de Poesia

Mais de 150 poetas participam de Concurso do Espaço Cultural São Pedro da Serra

A 4ª edição do Concurso de Poesia Livre do Espaço Cultural São Pedro da Serra, cujas inscrições terminaram em 31 de julho, conta com a participação de poetas de todo o Brasil. No total foram 152 inscrições, sendo 129 na categoria adulta; 14 na categoria de 8 a 12 anos; 7 na categoria 13 a 15 anos; e 2 na categoria 16 a 18 anos. Todos os participantes receberão certificados e os vencedores serão premiados com livros.

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 9 de outubro de 2010, sábado, às 17 horas, no Espaço Cultural São Pedro da Serra, que fica na Rua Rodrigues Alves, 237, em São Pedro da Serra, 7º distrito de Nova Friburgo/RJ, com récita de poesias aberta ao público em geral.

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail concpoesia2010@ig.com.br, ou no site da Educari:

http://www.educari-ong.org

Testando!

Teste!

Teste!

Hahah!

Quem Somos

A ONG Educari

A Educari é uma Organização Não Governamental fundada em 16 de outubro de 2000 e tem como missão desenvolver e incentivar a inteligência, as aptidões e habilidades do ser humano, tornando-o um cidadão integrado, capacitado, participativo, realizado e consciente dos valores humanos. Seu objetivo primeiro foi atender, em parceria com a Ação Rural de Lumiar, cinqüenta crianças da área rural, com aulas de inglês e artes.

Durante os anos de 2002 e 2003, a Educari funcionou em São Pedro da Serra, 7º distrito de Nova Friburgo, a 4 km de Lumiar. A cada ano, uma média de trinta e cinco jovens com faixa etária entre 10 e 16 anos, filhos de lavradores da região, foram beneficiados com aulas de inglês, informática, música e artes.

Em paralelo, em 2002, a Educari organizou a biblioteca da Ação Rural com uma coleção de aproximadamente mil livros que foram disponibilizados para a comunidade e estudantes do ensino básico e fundamental.

Em 2003 iniciou uma parceria com o Lar Kardecista Frei Luiz, localizado na Estrada da Boiúna, em Jacarepaguá, Rio de Janeiro, onde ofereceu aulas de apoio, em diversas matérias escolares, e inglês a cinqüenta crianças residentes no Lar, por um período de um ano.

Ainda em 2003, a Educari foi declarada Entidade de Utilidade Pública Municipal e tem o seu registro no 38º Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, e no 50º Conselho Municipal de Assistência Social, ambos em Nova Friburgo.

Em 2004, transferiu sua sede para Lumiar, 5º distrito de Nova Friburgo, no prédio da Organização Não Governamental Ação Rural, ligada à Igreja Católica, onde atendeu a quarenta alunos da rede pública, de 7 a 15 anos, filhos de lavradores, com aulas de inglês, alemão, informática e música.

Em 2004, a Educari iniciou, no Município do Rio de Janeiro, em parceria com o Colégio Stella Maris, cursos de inglês e espanhol para crianças de 10 a 16 anos, moradores nas comunidades do Vidigal e da Rocinha, tendo atendido a quarenta crianças durante o ano.

Em 2005, com a mudança de sua diretoria, a Educari agregou às sua atividades, aquelas desenvolvidas pelo Espaço Cultural São Pedro da Serra, uma sala multimídia, com 49 lugares que, desde abril de 2004, vem realizando diversas atividades para público de todas as idades. Em especial a exibição de filmes, com programação para adultos e crianças aos sábados e domingos e às segundas-feiras, para quem mora em São Pedro da Serra e região.

A Equipe

Carlos Pinho

Marta Guimarães

Formada em História, mudou-se da confusão do RJ para Lumiar em 2007 atrás de calmaria. Adora as artes de uma forma geral e é completamente viciada em música… Fotografia, animais, plantas e uma boa conversa são também seus interesses.

Lucas Teixeira

Estudante de computação, Lucas se mudou da confusão do Rio de Janeiro pra tranqüilidade da serra em 2010. Além de cuidar do site da Educari, cria sites e programas de computador, faz pão e pizza, planta e colhe, ama, come e dorme. Mora em Benfica, com mulher e filhos.

Paulo Delorenci

Educari Vidigal

  • Local: Comunidade do Vidigal
  • Número de alunos: 200
  • Número de turmas: 20
  • Aulas de línguas estrangeiras: inglês, francês e espanhol
  • Aulas de reforço escolar de português e matemática
  • Número de voluntários: 35

Projeto educacional que desenvolve atividades culturais de caráter formativo, incentivando o aprendizado de línguas estrangeiras e acompanhamento escolar de crianças e adolescentes, com idade de 9 anos a 16 anos. Objetivando capacitá-los para disputar de forma mais justa o ingresso na universidade e no mercado de trabalho. É um projeto que existe há seis anos e pelo qual já passaram mais de 600 beneficiários, além dos voluntários que participaram nesses anos de projeto.

A experiência acumulada e a parceria com o Departamento de Letras da PUC só apresentam resultados crescentes. E um dos destaques é o fato de atuar junto à escola na busca de alternativas para superação de dificuldades de aprendizagem e na construção e exercício da cidadania.

Objetivo

Oferecer uma formação educacional, através do ensino de língua e acompanhamento escolar para crianças e adolescente moradores da comunidade do Vidigal.

Linha de Trabalho

A motivação principal e temática do projeto é a utilização da Prática Exploratória promovendo um espaço de possibilidades para que crianças e adolescentes aumentem a percepção e consciência crítica sobre a linguagem e a sociedade, envolvendo um processo de reflexão crítica e construção da cidadania.

FEVUC XVII

A Educari esteve presente na XVII FEVUC, em maio de 2012, apresentando o Projeto Vidigal-Stella Maris em parceria com o Departamento de Letras da PUC-Rio.

Mais detalhes da nossa participação.

Parcerias

Contatos

Se você deseja fazer uma doação, ser voluntário ou conhecer o trabalho do Projeto Vidigal entre em contato conosco através do Fale Conosco.

Educari São Pedro da Serra

Horários

O Espaço Cultural São Pedro da Serra funciona nos seguintes horários:

  • Quarta, quinta e sexta-feira: dàs 13:30 às 19:30
  • Sábado: de 11:30 às 22:30
  • Domingo: de 13:30 às 16:30

Como Chegar

Clique no mapa para aumentar

Pela BR 101 sentido Rio Bonito / Macaé

Siga pela BR 101 até o Município de Casimiro de Abreu. Lá, ao lado do Hotel Patropi, você deve pegar a RJ 142, mais conhecida como Serramar.

A Serramar é de mão dupla e muito sinuosa. Por isso, atenção! Embora seja uma boa estrada, não há acostamentos nem posto de gasolina. Então, aproveite para curtir a paisagem. Venha descobrindo as curvas do Rio Macaé até chegar a Lumiar.

Em Lumiar, é só seguir as placas. Você vai passar pela pracinha do coreto, o lago de Lumiar e seguir em frente, até o final da rua, onde há uma outra placa que indica: para a direita segue para Boa Esperança e, para a esquerda para São Pedro da Serra.

Então você deve seguir por essa estrada até chegar na pracinha de São Pedro. São quatro quilômetros de muitas curvas, sem acostamento e sem sinalização, mas vale a pena!

O percurso total de Casimiro de Abreu até São Pedro da Serra é de 39 quilômetros e leva, em média, 40 minutos.

Pela BR 101 sentido Cachoeiras de Macacu / Nova Friburgo

Mais conhecida como RJ 116, essa estrada tem início no Município de Itaboraí e segue em direção a Bom Jardim, Cordeiro e Cantagalo, passando por Nova Friburgo.

Você deve seguir toda a RJ 116 até o distrito friburguense de Mury. A estrada é muito boa e bem sinalizada, mas apresenta um bom número de caminhões nos dois sentidos da pista. Toda atenção é pouca para a subida da serra de Cachoeiras de Macacu, pois há, geralmente, cerração.

Em Mury, logo após a maior concentração de comércio, você deve entrar à direita, onde se lê Lumiar, Casimiro de Abreu, Rio das Ostras. São 26 quilômetros de boa estrada em mão dupla, percorridos em cerca de 30 minutos até Lumiar.

Já em Lumiar, é só seguir a sinalização. Você vai passar em frente à praça do coreto e do lago de Lumiar. Siga esta rua sempre em frente até o final onde haverá uma placa indicando: à direita para Boa Esperança e à esquerda para São Pedro da Serra. São apenas quatro quilômetros.

Tudo bem que a estrada não é muito boa: é de mão dupla, tem buracos, não possui sinalização e é bastante sinuosa. Mas nada que um pouco mais de atenção não valha a pena. No final dela você chega em São Pedro da Serra. E aí é só relaxar!

Pela Rio Teresópolis

Uma boa opção para chegar em São Pedro da Serra é utilizar a Rio-Teresópolis. Você deve seguir por ela até Parada Modelo, em Guapimirim. Lá você pega a RJ 122, que liga este município a Cachoeiras de Macacu.

Embora essa estrada tenha ficado danificada por muitos anos,atualmente está em plena reforma. Seguindo por ela, você chega a Cachoeiras de Macacu, no posto da Polícia Rodoviária, e é só virar à esquerda para seguir para Nova Friburgo.

Depois o caminho é o mesmo de quem vem por Itaboraí pela RJ 116: segue até Mury, entra à direita na RJ 142 (Mury- Lumiar) e chegando em Lumiar passa pela praça do coreto e pelo lago de Lumiar e segue até o final da rua. Lá você verá a placa: para a direita, segue para Boa Esperança e para a esquerda, segue para São Pedro da Serra.

Em menos de 10 minutos você estará em São Pedro da Serra, onde toda a paz do universo conspira a favor!


  • Localidade: São Pedro da Serra - Nova Friburgo
  • Coordenação: Celso Bomfim

Beneficiários

  • Escola Estadual José Martins da Costa;
  • Associação de Moradores de São Pedro da Serra;
  • Associação Comercial de São Pedro da Serra;
  • Grupo Reluz (3ª. Idade);
  • Circuito de Eco-turismo e Artes de Lumiar e São Pedro da Serra;
  • SESC de Nova Friburgo;
  • Sebrae Nova Friburgo;
  • Comunidade e turistas.

Implantado em abril de 2004, e agregado à Educari em janeiro de 2005, o Espaço Cultural vem desenvolvendo eventos educacionais e culturais com envolvimento cada vez maior da comunidade.

Atividades permanentes:

  • Exibição de documentários, filmes pedagógicos e de entretenimento;
  • Local de reuniões para as várias entidades comunitárias de São Pedro da Serra;
  • Peças teatrais e teatro de bonecos
  • Shows musicais
  • Tertúlias literárias

Principais eventos realizados:

  • Peça de encerramento do ano letivo de 2004, com alunos da Escola Estadual José Martins da Costa (O Fantasminha Pluft)
  • Cinema e Terceira Idade, janeiro de 2005;
  • Poetando –- recital de poesias, fevereiro de 2005;
  • Cinema e Pedagogia –- a linguagem do cinema para professores, julho de 2005;
  • I Gincana de Artes Plásticas –- desenho e pintura -– de São Pedro da Serra, outubro de 2005;
  • Mostra Independente de Curtas Metragens, em Parceria com Cinema Popular Brasileiro, novembro de 2005.

Parceria

  • Associação de Moradores de São Pedro da Serra
  • Cinemateca do Consulado da França
  • Instituto de Comunicação Artes da UFF

Quantidade de voluntários envolvidos: 5

Espaço físico e recursos: sala para 40 lugares com todos os recursos multi-mídia para projeções em VHFDVD.

Necessidades

  • Suporte de divulgação dos eventos programados
  • Facilitação de acesso às entidades promotoras de eventos (Sebrae, SESC, Sesi, Associação Comercial e demais instituições atuantes no município de Nova Friburgo);
  • Facilitação de acesso às entidades com potencial de uso do Espaço, como forma de incentivar seu uso e gerar receitas.

Curiosidades

A casa onde está sediada a Educari foi construída em 1950, para moradia de Edmo Heringer e Rita Vitória Mizeret Heringer, nora do Capitão João Silvério Heringer e de Eulália Constância Martins Heringer, 1ª mulher da região a tornar-se vereadora.

Foi a primeira sede dos Correios de São Pedro da Serra, já que Rita Vitória era funcionária da Cia. Brasileira de Correios e Telégrafos.

Após a morte de Edmo e Rita Vitória, Ilka Heringer, filha do casal, recebeu a propriedade como herança e transformou-a em pousada, mantendo-a por 30 anos, até sua morte em 2002.

No mesmo ano Ana Rita Heringer Ouverney assumiu a pousada e transformou a sala grande em local de exposições, eventos culturais e educacionais.

Esse espaço, denominado “Sala de Exposições Ilka Heringer”, abrigou bazar, aulas de esperanto e diversas exposições de artes, artesanato regional e fotografias, que receberam mais de 4.500 assinaturas.

Em dezembro de 2006, a casa principal da antiga Ilka’s Pousada passa a ser sede do Espaço Cultural São Pedro da Serra - ONG Educari, e assim continua fomentando arte e cultura na região.

Divulgar conteúdo
Copyright